fbpx

Sistema CNDL

Notícias

Lojistas de Uberlândia apostam em descontos para atrair clientes na Copa

9 de junho de 2014

Expectativas ruins para as vendas durante o período de Copa do Mundo são inevitáveis para o comércio, de uma maneira em geral. Com a redução do expediente por causa dos jogos, menos pessoas devem circular pelas ruas e consequentemente pelas lojas. Mas em Uberlândia, alguns lojistas não estão tão pessimistas assim e inovam com ações na tentativa de não sentir os reflexos que o evento esportivo pode trazer para o Brasil.

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, Celso Vilela, como se trata de uma data sazonal não foi feita nenhuma pesquisa de avaliação para a expectativa no comércio, também não será indicado nenhum horário de atendimento especial aos lojistas, assim, fica a critério de cada proprietário estipular o funcionamento.

Contudo, Celso mencionou uma pesquisa feita pela CDL a nível nacional que mostrou que de 10 comerciantes, seis não estão otimistas para o mercado e não fizeram qualquer investimento em virtude da Copa. “Pelas características de consumo e economia de Uberlândia, podemos visualizar esse cenário aqui também. É natural que a maioria esteja preparada para enfrentar dias de pouco movimento, por isso a gente sempre orienta que o empresário inove e saiba explorar essa oportunidade para atrair o cliente. Seja com ações promocionais, produtos ou decoração”, afirmou.

Vitrine atrativa nas cores verde e amarelo, linha de roupas com referência ao evento esportivo e promoção fora de época foram algumas das medidas adotadas por uma loja especializada em moda infantil para impulsionar as vendas.

A gerente Renata Alves Carvalho disse que a intenção é obter lucro nesta primeira quinzena do mês para suprir os dias de menor movimento. “Pensando na Copa lançamos uma promoção destinada a quem vai viajar para assistir aos jogos ou para aproveitar o recesso escolar. A coleção outono-inverno é geralmente mais cara, mas estamos com ótimos descontos de acordo com a quantidade das peças, para que as mamães viajem com a mala dos filhos cheia, sem gastar muito”, disse.

Uma loja de calçados no Centro de Uberlândia também apostou nas promoções, além da divulgação em emissoras de TV e panfletagem. A empresa vai fechar uma hora mais cedo nos dias de jogo do Brasil, porque pressente pouco fluxo de clientes. “Mas estamos mais otimistas por causa do Dia dos Namorados, que naturalmente aquece bastante nossas vendas e coincide com o início da Copa. Queremos aproveitar essa data para não sentir muito o ‘paradão’ depois”, afirmou o gerente Ricardo Lacerda.

A empresária Dayane Sousa tem uma loja de roupas fitness e por fazer parte do segmento esportivo ela disse estar bastante otimista.

Ela disse que está providenciando produtos com as cores da seleção brasileira, com estampas da bandeira do Brasil e não acredita que o movimento caia. “No meu caso acho que a Copa não vai interferir muito, se eu fechar a loja será apenas no horário do jogo. Também estou adquirindo produtos com temas do Brasil para atrair ainda mais minha clientela”, disse. Dayane.

Fonte: Portal G1

Compartilhe