(34) 3239-3400

Sistema CNDL SPC Fundação CDL FCDL CNDL

Comitê Municipal traz novos esclarecimentos sobre as medidas de restrição ao comércio.

Confira as principais informações da nota publicada ontem pelo Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19.

23/06/20

O Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19 emitiu uma nota no início da noite de ontem (22), para esclarecer pontos do texto que causaram dúvidas e divulgar algumas alterações na deliberação nº 010, de 19 de junho de 2020.

Principais esclarecimentos:

– Restaurantes, lanchonetes, sorveterias e similares NÃO poderão atender ao público com retirada de mercadorias e refeições no balcão. O segmento deverá atuar somente por meio de comércio eletrônico (telefones, mídias sociais, sites, aplicativos, entre outros) com entrega em domicílio ou em sistemas de drive thru.

– Empresas de consultorias e assessorias contábeis passam a fazer parte das atividades sem restrição de dias e horários de funcionamento, desde que, o atendimento seja prioritariamente interno e com redução de 50% da sua capacidade. Já o atendimento presencial só deverá ocorrer com prévio agendamento e em casos estritamente necessários.

– Negócios totalmente voltados para vendas remotas (e-commerce) com entregas em domicílio (delivery), estão autorizados a funcionarem, desde que haja redução de 70% do quadro de empregados nos centros de distribuição.

– Secretarias de instituições privadas de ensino e congêneres podem funcionar de segunda a sexta, das 10h às 18h com redução de 50% da capacidade de atendimento e agendamento prévio, em casos onde há necessidade de atendimento presencial.

– Empresas administradoras de imóveis, condomínios e imobiliárias estão parcialmente liberadas, apenas para recebimento de valores/obrigações, renegociação de contratos e/ou devolução de imóveis. Elas poderão abrir de segunda a sexta, das 10h às 18h, com funcionamento prioritariamente interno e redução de 50% da capacidade atendimento. Em casos específicos, onde o atendimento presencial seja realmente necessário, deverá ocorrer prévio agendamento.

– As empresas com restrições provisórias de funcionamento ao público poderão realizar suas funções administrativas sem regime de home office com eventuais atendimentos remotos.

Confira a deliberação atualizada aqui.