Sistema CNDL

Notícias

75,2% dos consumidores locais devem fazer compras para a páscoa.

Os principais itens apontados pelo levantamento foram: ovos de chocolate industrializados (35,5%); ovos de chocolates artesanais (25,5%) e pescados (22,7%).

16 de março de 2023

Na primeira quinzena de março, a CDL Uberlândia realizou uma enquete local com o intuito de mapear a intenção de compras para a Páscoa deste ano.

De acordo com o levantamento, 75,2% dos consumidores pretendem adquirir produtos relacionados à data.

Os principais itens apontados foram: ovos de chocolate industrializados (35,5%); ovos de chocolates artesanais (25,5%) e pescados (22,7%).

Com o aumento significativo nos preços do chocolate, alternativas mais acessíveis também conquistaram a preferência do consumidor esse ano, como: caixas de bombons ou barras de chocolate industrializadas (21,3%) e caixas de bombons ou barras de chocolates artesanais (12,1%).

Com relação ao valor estimado, 64,2% devem gastar até R$100; 25,5% desembolsarão de R$100 a R$300; 8,1% investirão de R$300 a R$500 e apenas 2% devem ultrapassar o valor de R$500.

Sobre a média de itens adquiridos, 61% dos consumidores planejam comprar de 1 a 3 produtos; 27,9%, de 3 a 5 produtos e 11,1% acima de 5 produtos.

Esse ano, os compradores devem poupar mais. Segundo a sondagem, 62,8% dos respondentes planejam antecipar as compras para garantir os melhores preços. Em contrapartida, 37,2% devem comprar praticamente na véspera.

Os principais presenteados serão: filhos (54,4%), cônjuges (25,7%), sobrinhos (20,6%), namorados (14%), afilhados (14%) e pais (11,8%).

As lojas físicas continuam sendo a primeira opção na hora da compra. Os supermercados são o principal ponto de vendas para 37,4% dos entrevistados, seguido das lojas físicas especializadas em chocolates (31,7%). Sites e aplicativos também aparecem na sondagem com 11,5% da preferência do público.

Para 63,5% dos consumidores, o preço é o principal fator de influência na decisão de compra. O atendimento aparece em seguida com 23,4%, higiene e limpeza com 9,5% e facilidades com 3,6%.

Com a disparada do preço do chocolate é importante que o empresário esteja atento aos movimentos do mercado. Incrementar o portfólio com alternativas mais acessíveis, como barras e caixas sortidas, é uma boa estratégia.

Também é válido trabalhar com formas de pagamento facilitadas e outros benefícios que gerem valor percebido.

Compartilhe